Pós-cirurgia de tireóide (7) – Completando 3 meses e meio

Crônicas do Cotidiano > Pós-cirurgia de tireóide (7) – Completando 3 meses e meio

Já se passaram 3 meses e meio desde que tiraram a minha tireóide. Continuo melhorando.

pescoçotireóide

A cicatriz permanece visível, mas está ficando menos conspícua (menos vermelha e protuberante). A minha preocupação principal não é mais tanto de escondê-la dos olhares alheios, mas apenas de protegê-la do sol e de luz fluorescente. Uma amiga já havia me falado sobre este tipo de iluminação antes (tão comum hoje em dia—quase obrigatória, se formos pensar bem), mas eu não dei muita importância a esta orientação até que o cirurgião adicionou o mesmo alerta, na minha última consulta. Assim, fiquei mais ciente da necessidade de usar protetor solar (ou usar gola alta ou xale), até dentro de casa.

Minha voz continua melhorando, surpreendentemente. Algumas semanas atrás, eu estava convencida que ficaria para sempre com sérias limitações neste instrumento tão precioso de comunicação, mas agora já começo a pensar que elas talvez não serão tão grandes quanto imaginava. Antes, até meus parentes mais próximos tinham dificuldade em reconhecer que era eu falando no telefone.

Na semana que passou fui até reconhecida pela secretária de uma dentista com quem fiz tratamento de canal há dois anos. Quando comentei isto com uma amiga, ela falou—Betty, não foi apenas pela voz, foi pelo sotaque—aquela mistura de gringa com nordestina brasileira é inconfundível! Ainda bem que tem mais gente me dizendo que notam grandes melhoras… Meu marido diz (brincando) que já estava com vontade de me exorcizar, porque a voz que saía de mim não parecia a minha. Agora, até ele acha que estou melhorando bastante.

Ainda assim, sempre amanheço rouca e não consigo falar por muito tempo sem pigarrear. E ainda continuo apenas abrindo a boca e fazendo de conta que estou cantando na hora de louvar a Deus através dos hinos na igreja. Mas já arrisco cantar baixinho para meu netinho—ele não sabe que Vovó está alcançando apenas metade das notas…

A endocrinologista disse para eu ir para um otorrinolaringologista e que, este, talvez me enviará para um fonoaudiólogo. Ainda não fui para nenhum dos dois. Creio que vou esperar mais um pouco, ainda.

A medicação. Estou tomando apenas Synthroid 100 conforme os meus médicos me instruíram—logo de manhã, pelo menos meia hora antes de comer. Tenho uma caixinha ao lado da cama com divisórias marcadas com os dias da semana. Tomo o comprimido daquele dia e deixo a tampinha aberta para poder verificar de cara se a tomei ou não (e para encontrar no escuro qual compartimento eu devo abrir), e tenho conseguido lembrar disso fielmente.

Ou quase. Teve um dia em que faltou pouco para eu entrar em pânico. Meu marido estava viajando e, de repente, às dez da noite, percebi que não havia tomado o comprimido daquele dia. E agora? Tomo ou não tomo? E se tomar—o que fazer de manhã? Tomar de novo? Esperar quantas horas? Qual será o efeito de engoli-lo, ou de não engoli-lo?

Tinha certeza que meus médicos (e seus cônjuges) não iriam apreciar uma ligação àquela hora. Olhei na Internet e não consegui encontrar uma orientação satisfatória. Mas li várias observações assustadoras de pessoas que haviam ficado sem tomar, e sentido e sofrido todo tipo de coisas. E de outras que escreveram que não haviam sentido qualquer efeito. Entretanto, não achava nada de fontes de confiança. Finalmente, resolvi não tomar. Li minha Bíblia, orei e consegui descansar na providência de Deus e dormir. Não senti nada fora do normal. No dia seguinte, tomei o remédio normalmente. Enviei um e-mail para a minha endocrinologista e recebi uma resposta, com orientação, conforme “colo” abaixo:

Qui 13/08/09 14:55

Olá, Dra. —:

Ontem, mais ou menos às dez da noite, percebi que não havia tomado meu comprimido de Synthroid de manhã. Foi pela primeira vez nos três meses desde a cirurgia! Fiquei na dúvida se ainda tomava ou esperava.  Minhas pesquisas, na bula e na Internet, em inglês e em português, ajudaram muito pouco, apenas mandando tomar logo que se lembrar e não mudar o horário do próximo comprimido…

Resolvi esperar, já que não estava sentindo nada de diferente, e com medo de ter efeitos colaterais com hormônio demais no meu sistema se repetisse o remédio depois de apenas 9 horas. A bula também não faz terrorismo para quem se esquecer, sobre conseqüências drásticas, etc., e não vi estatísticas de morte para quem deixar de tomar por um dia. Entretanto, sei que o hormônio é importante para meu bem-estar e sobrevivência e li postagens de gente dizendo que sente logo a falta.

Recomecei hoje de manhã. Estou me sentindo bem. Mas gostaria de saber qual deve ser o meu procedimento no futuro. Existe alguma regra?

Agradeço a atenção. Abs, Betty

A resposta veio no dia seguinte:

Sra Betty:

Fique tranquila!

O hormônio mantém-se no sangue por 7 dias. Claro que neste período, se não tomá-lo, a concentração vai caindo. O ideal é ingeri-lo diariamente a fim de manter a concentração constante.

Quando ocorrer o esquecimento, o correto é aguardar 4 horas com estômago vazio e, daí esperar por, no mínimo, 30 minutos para alimentar-se, ok?

Um abraço!

Dra —

Foi bom receber esta orientação. E anteontem descobri que uma amiga, que já toma hormônio para tireóide há 15 anos, passou grande parte deles pensando que poderia ter um ataque de coração se se esquecesse—simplesmente porque uma atendente na farmácia havia comentado algo neste sentido na hora da compra. E seu marido é médico! Apenas recentemente ele soube desta crença dela e a desfez…

Cansaço. Na semana passada, passei vários dias sentindo MUITO cansaço. Não fiquei acamada, mas sentia sono conjugado a um certo mal-estar e me empurrava de uma obrigação para outra. Tinha começado uma nova caixa de synthroid e fiquei desconfiada que o remédio poderia ser falsificado. Mas raspei a caixa no lugar que dizem que comprova a autenticidade do produto e estava tudo certo. Felizmente, o cansaço passou. Agora já estou bem. Deve ter sido uma virose… É interessante como coisas que antes seriam encaradas como uma indisposição corriqueira de repente assustam.

Comentários no blog. Estou bastante surpresa com a interação que está havendo nos meus posts sobre a cirurgia de tireóide … Quando comecei com cronicasdocotidiano.com, nunca pensei que teria muitos leitores. No início, queria um site para colocar os textos que já haviam sido publicados numa revista de senhoras. Meu filho, em vez disto, me deu um blog, uma oportunidade de postar textos a meu bel-prazer, sem ninguém impondo prazos, temas ou tamanhos. E comecei a escrever, pensando que meus leitores seriam familiares e amigos e uns poucos “convidados” através destes. Entretanto, aos poucos, o número de leitores tem crescido e estou sendo lido por pessoas do mundo inteiro, às vezes agradando e, outras vezes, aborrecendo… É gente que não me conhece, nunca me viu e, provavelmente, nunca me verá.

Tenho um serviço que me dá uma listagem diária dos posts que foram acessados. Os mais lidos (mas pouco comentados), até pouco tempo, tem sido os que falam de Maria e Marta. Mas, agora, são aqueles que lidam com a minha cirurgia de tireóide. Não sei bem como as pessoas os encontram, mas nos últimos 200 acessos (ontem e hoje—06 e 07 de setembro), clicaram nos posts sobre tireóide 46 vezes. O mais lido (e o mais comentado) é o número 4.

Nos comentários, homens e mulheres têm respondido àquilo que escrevi e compartilhado suas experiências—sintomas, cirurgias, seqüelas, dores e temores. Alguns pedem conselhos. Outros dão. Minha vida tem estado tão cheia que tenho encontrado tempo quase unicamente para autorizar sua entrada no fim dos posts. Pude responder somente a uns poucos, apesar de me comover, entristecer ou alegrar com a realidade de cada um. Pretendo postar estas respostas e vou tentar comentar mais alguns nos próximos dias.

Até então, Betty

976 Comentários a “Pós-cirurgia de tireóide (7) – Completando 3 meses e meio”

  1. elizabeth disse:

    Boa tarde!
    Fiz a cirurgia de tireoide a dois meses,retirei toda tireoide. A minha pergunta é quando volto a ter vida normal? Engordei quase 10kg,estou cansada e desanimada,tenho insônia,as vezes acordo com o rosto inchado e perdi a vontade de ter relação sexual,além de estar muito estressada e irritada.O pior de tudo é não sentir vontade de fazer amor com meu namorado.
    Isso é normal? Por favor me ajudem.

  2. betty disse:

    Olá, Beth: Não estou achando isso “normal”. Você está tendo acompanhamento médico? Já está tomando o hormônio que substitui a tireóide? Regularmente? Na dosagem certa? Ou ainda está esperando para fazer exames e o tratamento com iodo? Com relação ao aumento de peso, verifique se está comendo saudavelmente ou se esteja talvez compensando pelo estresse que sente com comida? Se não tiver mais acesso ao médico que fez a cirurgia, procure um(a) endocrinologista. Ou um clínico geral para ajudar, está bem? Espero que logo melhore. Abs, Betty

  3. Bruna disse:

    Boa noite Betty! Tenho 35 anos e hj completa 6 dias que fiz a cirurgia de tireoidectomia total. Foi muito bom achar o seu blog com um relato muito bem detalhado de tudo que vc passou. Em muito me identifiquei e isso é reconfortante. Estou aguardando o resultado da biópsia e ja estou me preparando psicologicamente caso tenha que fazer o tratamento com iodo. Eqto não chega o resultado, minha maior preocupação está sendo com a voz. Ao contrário de muitos relatos, até então não fiquei rouca, porém além de estar com muita tosse, tenho um filho de dois anos e é quase impossível falar pouco conforme recomendado. Hoje pela primeira vez percebi alterações no meu tom de voz e sinto como se eu tivesse passado a tarde toda gritando. Minha dúvida é a seguinte. Vc ja teve contato com vários relatos. É muito frequente pessoas se queixarem que tiveram uma rouquidão permanente? A ponto de ocorrer dificuldade de entendimento da fala?

  4. Isabel Leme disse:

    Fiz a cirurgia de retirada em 19\05 total de uma hora para outra comecou a doer, alguem PoDE me dizer se é normal ??? Tenho estado meio inchada e meio depressiva meus hormônios estão normais, obrigada por falar sobre a cirurgia

  5. Olar, me chamo Damasceno disse:

    Tenho uma amiga que fez a cirurgia da tireoide, já tem 8 meses, e ela sente como se sua garganta estivesse fechada, pois ela sente encômodo em engolir certo tipos de alimente. será que isso é normal?

  6. Luanda disse:

    Olá Betty! Vou realizar minha cirurgia segunda-feira 25/07 e estou morrendo de medo! Após o comentário da Elizabeth q engordou 10 quilos me assustei! Temo pela voz, sou professora e uso muito a minha voz… depois de qto tempo será q posso voltar as minhas atividades??? Obrigada!

  7. Carmen disse:

    Boa tarde Betty! Sou Carmen em 1986 descobri q minha tireoide não estava funcionando normal por todo este tempo fiz tratamento e exames fiz 2 punções e era só nódulo . Sempre usando hormônio 100 mg todos os dias e já cheguei a tomar 200 mg de synthroid , pois este em junho de 2016 descobri um câncer grau 5 e dia 21/7 passei pela cirurgia de retirada da tireóide . Estava preocupada em ter informações, notícias corretas de como é viver vem ela agora e obrigada pois descobri hoje seu blog parabéns

  8. Mara França disse:

    Olá Betty,

    Fiz cirurgia para retirada da tiróide total há 15 anos. Foi confirmado ser maligno e por esse motivo fiz também o iodo. Tomo hoje para repor o hormônio da tiróide a levotiroxina sódica 125 e levo uma vida normal. No início da cirurgia e fiquei muito rouca, mas com o passar dos dias a minha voz foi voltando aos poucos e hoje eu percebo que quando canto não consigo notas muito agudas. Como não sou cantora isso não interfere em nada a minha vida…rsrsrs. Quanto ao ganho de peso, ganhei alguns quilinhos a mais logo após a cirurgia, mas após a introdução da reposição hormonal fui voltando através dos medicamentos até recuperar o meu peso ideal. Desde então levo minha vida normal e somente retorno ao médico que faz o meu acompanhante umas vez por ano para saber se a dosagem do medicamento está correta. Portanto fiquem tranquilas e vida normal.

  9. ana maria campos disse:

    Quando posso retomar minha rotina de casa? Passar roupa, fazer uma limpeza na casa, ir a praia, fazer ginastica? Abraço

  10. ADRIANA disse:

    Boa tarde!
    Bety vou fazer a cirurgia para retirada parcial da tireoide, como é a recuperação? Posso falar após a cirurgia? Existe um período de repouso de 15 dias, após o repouso posso voltar a vida normal, como por exemplo trabalhar?

  11. Rosimeire disse:

    Olá Bety!
    Fiz a cirurgia de retirada total da tireóide no dia 20/07, tem apenas seis dias, e a minha voz está ainda rouca e com uma tosse muito chata. O local da cirurgia doi um pouco, não sei se pelo fato de tossir muito. Isso é normal? Até quando vai durar essa tosse com essa rouquidão?

  12. betty disse:

    Querida Ana Maria: Quem saberá é o seu médico, pois é de acordo com a intervenção que foi feita. Entretanto, normalmente, umas poucas semanas bastam. Você mesma sentirá quando tudo estiver sarado, dentro e fora. Que Deus a abençoe.

  13. betty disse:

    Querida Adriana: Quem saberá é o seu médico, pois é de acordo com a intervenção que foi feita. Entretanto, normalmente, umas poucas semanas bastam para voltar ao trabalho. Às vezes menos. Se quiser saber mais sobre as variedades na recuperação, é melhor ler os posts anteriores e os comentários dos outros que passaram por isso. Já faz seis anos que fiz a cirurgia e os detalhes estão sumindo da minha memória… :-)

  14. betty disse:

    Querida Rosimeire: Não é incomum ficar rouca ou com tosse depois da cirurgia. A minha voz levou uns três meses para se recuperar. Depende muito de quanto que tiveram que mexer nas suas cordas vocais. Se você não melhorar, consulte um especialista de garganta ou de voz. Mas espero que esse não seja o caso. Abs

  15. Denise Ferreira disse:

    Olá Betty fiz a tireoidectomia total em 18 de abril de 2016 você pode me dizer quanto tempo leva para cicatrizar a parte interna.

  16. carla disse:

    tenho uma cirurgia de tireoide para retirada total marcada para agosto. alguém operou como DR. De Rosis?
    Tenho tb tireoidite e por isso não me indicaram a retirada parcial. Vi no fórum que várias pessoas fizeram a retirada parcial…
    Alguém após o primeiro resultado da PAAF de indeterminado provável folicular repetiu a PAAF?
    A ideia de tomar remédios para sempre me assusta muito..

  17. Vanuza disse:

    Boa noite, estou maravilhada com a sua história. Vou fazer tireoidectomia parcial no dia 17/08. Seus relatos me deixaram mais tranquila. Obrigada!!!

  18. TEREZA ALVES disse:

    Operei a tiróide total fiz a biopsi a e deu um carcinoma,o médico disse que ele havia retirado tudo mais para tirar qualquer dúvida pediu para eu fazer uma cintilografia de corpo inteiro, e não deu nada operei 12/5/2016 agora só tomo levotiroxina sódica de 125mcg.ainda tenho fificulfade em falar é normal. ABRIGADA

  19. betty disse:

    Olá, Tereza. Que bom que a cintilografia não deu nada! Eu levei uns três meses para voltar a falar normalmente, porque na retirada da tireoide mexeram bastante com minhas cordas vocais. Se você continuar com problemas, sugiro que consulte um especialista de garganta (otorrinolaringologista). Dependendo da situação, esse poderá indicar um fono para ajudá-la. Abs, Betty
    P.S. Minha resposta via e-mail voltou dizendo que o seu não existe.

  20. Luvecy disse:

    adorei esse espaço também, vou fazer a cirurgia dia 29/08 de retirada total da tireode e estou morrendo de medo.
    Na verdade estou com medo do pós cirurgia, pois não sei como ficarei, tenho medo de engordar e pelo.que estou vendo todas que a cirurgiai engordaram .A cicatriz também tenho receio, já fiz varias cirurgias, mais essa é a mais delicada, estou rezando muito para que não. dê nada após a biopsia, meu exame deu característica IV neoplasia folicular com indefinição a malignidade. Estou apavorada caso dê maligno e ter que fazer a iodoradiação, estou super anciosa e pra variar sentindo muita fome, comendo como se fosse o último dia da.minha vida.

  21. betty disse:

    Olá, Luvecy: Entendo que você esteja preocupada com o que a espera. Nunca é fácil enfrentar uma invasão cirúrgica e a recuperação dessa. Entretanto, ela normalmente é algo bem tranquila, da qual a maioria sai facilmente. O tratamento com iodoterapia também é um dos mais leves no “mundo do câncer”. Com relação ao engordar, eu mesma não sofri essa consequência e muito poucos dos leitores desse blog tem relatado esse resultado. As chances são grandes de que, se você cuidar da dieta e de fazer exercícios, a falta de tireoide não fará você aumentar de peso (especialmente porque existe o hormônio em forma de comprimido que substitui a sua atividade no corpo).
    Que Deus a abençoe, guiando as mãos e as mentes dos seus médicos, abrindo as portas também para você conhece-lo melhor.
    Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim.” Abs, Betty

  22. Marcelo Medquita disse:

    Olá Angela,Fiz a tireoidectomia total no dia 30/05 e fiz a iodoterapia no dia 15/08. Você passa por uma dieta antes de tem que ficar sem hormônio durante uns meses. Ainda estou passando pelos desconfortos da iodo, no meu caso, estou com o paladar bem ruim, aliás já estava vindo da dieta, atenuando com a cintilografia que vc toma um pouco do iodo. Pra mim foi bem dificil, pois, no meu caso, fiquei no isolamento da iodo por 3 dias. Costumo falar que fiquei 3 dias preso. A visão tb incomoda, os dentes doen muito.Comecei a tomar o hormônio faz 2 dias só.

  23. Antônia disse:

    Olá! Vou completar 2 meses da retirada total da tireoide! E estou com muito formigamento muito mesmo, nas mãos, nas pernas, no nariz! No corpo todo gostaria de saber se é normal se vcs tbm sentiram e se vai passar. Obrigada

  24. fatima roberto disse:

    Olá! Fiz tireoidectomia total no dia 20/08/2016 e ao contrário de alguns comentários, que li aqui no blog, ainda não tive quase nenhum sintoma. Será que eles ainda vão aparecer? As vezes só tenho vontade de tossir por alguns segundos, nada mais. Nos ultimos meses antes da cirurgia tive uma perda de cabelos muito acentuada. Isto já aconteceu com alguém?

  25. betty disse:

    Olá, Antônia. Acho que vc está precisando de cálcio. Mas, para saber a dosagem certa, o melhor é consultar um médico – pode ser um clínico geral ou um endocronologista. Se for MUITO forte mesmo, passe num pronto socorro. E leve os exames e laudos médicos relacionados com a cirurgia, mais a lista dos remédios que está tomando. Abs

  26. betty disse:

    Olá, Fátima: Que bom que não teve sintomas ruins depois da cirurgia! Ela, de fato, ainda é recente, mas, normalmente, os piores dias são os primeiros. Com relação à queda de cabelo, não tenho resposta. Entretanto, se continuar, vale a pena consultar um endocrinologista sobre o assunto.
    Abs, Betty

Deixe o seu comentário

Crônicas do Cotidiano > Pós-cirurgia de tireóide (7) – Completando 3 meses e meio